segunda-feira, 30 de março de 2009

O tempo que nos uniu

Houve um dia, um lugar, uma hora
Um tempo que jamais esqueci...
Foi um gesto, um olhar, um sorriso
Que ate hoje vive em mim.

Recordo que os segundos não passavam
E eu insultava o relógio e o facto de não chegares,
E depois o coração parou
Só para me abraçares.

Quem diria que naquele segundo que congelou o tempo
Eu passaria a te querer a todo e cada momento.

4 comentários:

gracious dreams disse...

Olá coleguinha, tens aqui um belo espaço ;) com muita inspiração e coração. Continua assim...

Beijinho

Faust Sotam disse...

O amor é assim...

nandobardo disse...

Suas poesias tem a pureza e a delicadeza,
Que nos faz tanta falta hoje em dia...
Belo trabalho...

JPAnunciação disse...

Muito bom este poema.
Numa palavra: Intemporal!

Parabéns.
Beijos,
JP